sábado, 5 de março de 2011

Esta semana que passou foi realmente dura. Discussões. Desilusões. Descargas emocionais. Muito trabalho. Muitas lágrimas. Muito cansaço.
Os pontos altos da minha semana foram ter cá a minha mãe, que não via desde o Natal, e ir com ela à prova do vestido de noiva. Quis que aquele momento durasse para sempre. Lembrou-me as nossas tardes só as duas no shopping às compras, a conversar, a rir. Lembrou-me almoços em esplanadas só as duas, a conversar, a rir. Lembrou-me idas ao cinema, só as duas. Lembrou-me a relação que tenho com ela desde que nasci. E que saudades sinto dela. E como custa estar longe. Custa não ter tempo nem dinheiro para ir visitá-la mais vezes.
Esta semana quis abandonar tudo e voltar para o ninho da minha mãe. Voltar para debaixo das suas asas. Voltar a ter tempo, a mente limpa e despreocupada. Deixar as obrigações, os sapos que tenho que engolir, as contas que tenho para pagar.
Chegado outro fim-de-semana e parece-me apenas um repetir do anterior. Aqui sentada na mesa do computador a estudar. A fazer trabalhos para a faculdade. Sem tempo para mim, para o meu namorado. Sem tempo para nada a não ser trabalho e mestrado. É a isto que a minha vida se resume neste momento.

3 comentários:

Pipita de Chocolate disse...

Há fases complicadas...também ultrapassei um fase mais chata agora, mas parece que as coisas se estão a compor. Tenho a sorte de ter a minha mãe por perto, que é sempre um pilar na nossa vida.

Respira fundo e olha em frente :)

Bjs

*C*inderela disse...

trabalhar e estudar ao mesmo tempo é mesmo complicado. estive nessa situação apenas alguns meses antes de terminar a minha tese de mestrado e sei que é preciso ter muita força e motivação.
o apoio dos nossos familiares é sempre fundamental, perto ou longe ela estará lá sempre para ti.

boa sorte*
bjokas

Guinhas disse...

À medida que crescemos vamos percebendo que não há nada, nem ninguém como a nossa mãe...é um sentimento aconchegante!