quarta-feira, 26 de setembro de 2012

"M, acabei de ser despedida."

No dia 17 de Setembro fizemos um ano de casados. Tirei a tarde para ir almoçar, passear e namorar. Tudo previa ser um dia lindo, cheio de corações, suspiros, beijos e sorrisos.
De manhã enchi-lhe o carro de post-its em forma de coração. Eu mesma acordei mais cedo e fui para a rua preparar esta bela surpresa. Aqui fica a fotografia para mais tarde recordar:

Trabalhei durante toda a manhã e às 13h00 pus-me a andar! Fui ter com o meu marido que me surpreendeu com um ramo lindo de rosas cor-de-rosa e fomos almoçar a uma esplanada.

Depois fomos ao Santini comer um gelado e passear junto ao mar.

A nossa tarde estava a correr às mil maravilhas quando recebo o seguinte SMS:

"M, acabei de ser despedida. Não comentes com ninguém ainda."

Passo a situar-vos. Quem me enviou esta mensagem foi a minha melhor amiga. Melhor amiga há mais de uma década e com a qual tenho o privilégio de trabalhar há 4 anos num departamento de marketing que funciona a mil à hora. Só nós as duas. Fazemos tudo juntas. Eventos, campanhas, materiais de comunicação, tudo!!! Ela é o meu maior apoio no trabalho e na vida. Ela acalma-me quando entro em histeria, ela arranja soluções quando eu estou a complicar, ela intervem sempre que é preciso. Posso dizer que eu sou mais mental, ela é a prática. Formamos a equipa perfeita. Além disso somos melhores amigas por isso é um gosto trabalhar assim.

E ela foi despedida. E senti o meu coração na boca e as lágrimas virem-me aos olhos. Primeiro pela injustiça que foi pois ela trabalha que nem um cão todo o ano, é mal paga, não é reconhecida e não merecia ser despedida. Depois porque penso "o que vai ser dela no desemprego?". E por fim por ter que aceitar a triste realidade de que vou ficar aqui sem ela. Vou ficar com o trabalho das duas. Vou ter que trabalhar mais e mais horas e sem ganhar nada. Vou ficar sem a companhia dela, sem as nossas preparações de eventos entre gargalhadas, sem partilharmos o quarto quando vamos para fora em trabalho, sem as piadas privadas que só nós percebemos, sem a alegria dela no dia-a-dia.

Fartei-me de chorar durante toda a semana. Não podia falar com ninguém sobre o assunto. Só ontem é que o nosso director comunicou a todos que tinha despedido algumas pessoas. Mas nem teve os tomates para olhar nos olhos dessas pessoas e dizer em voz alta os seus nomes. Ontem senti que a injustiça se tornou ainda maior.

Resta-me desejar-lhe as maiores felicidades para onde quer que vá. O trabalho dela é excelente, a atitude alegre é contagiante e a amizade.... essa não tenho palavras para definir.

Tudo de bom para ti, C.

Espero voltar a trabalhar contigo someday.

4 comentários:

Fiona disse...

Que dura realidade esta com que nos vamos cruzando todos os dias. Fico com um aperto no peito de assistir a estas coisas... Espero que a tua melhor amiga consiga uma nova colocação bem rápido!

belle du jour disse...

Giveaway Chanel

http://belledujourlisboa.blogspot.pt/2012/08/giveawaychanel-6-meses.html

Participa!

Chisca disse...

é o meu pior pesadelo.

Jo disse...

Que situação tão chata. Espero que a tua amiga encontre rapidamente outro emprego! Beijinhos.